Carregando...
Uncategorized

Cientistas desvendam o mistério da anestesia

Medsenior bh rede credenciada
A anestesia é um dos maiores mistérios da neurociência. Apesar dos
profissionais de saúde usá-lo todos os dias há mais de 150 anos, o mecanismo
molecular pelo qual os anestésicos gerais produzem seus efeitos não é claro.
Além de ser um dilema médico que poderia levar ao design de melhores
anestésicos, o mecanismo da anestesia pode estar relacionado à forma como
dormimos, à natureza da consciência e às condições relacionadas a esses
estados.
A primeira demonstração bem-sucedida de um anestésico para gerar uma
perda de consciência foi em 1846 no Hospital Geral de Massachusetts, em
Boston.
Os pesquisadores notaram mais tarde que a potência dos anestésicos está
relacionada à sua solubilidade nos lipídios, que estão presentes nas
membranas das células do corpo. Isso levou à “hipótese lipídica” da ação
anestésica geral, mas precisamente como as alterações nos lipídios da
membrana geram inconsciência permaneceu um mistério.
Em um estudo recente da revista PNAS , os cientistas da Scripps Research,
em San Diego, CA, descrevem o mecanismo por trás da anestesia geral em
detalhes sem precedentes.
O mecanismo proposto baseia-se, mas pode não ser específico, na interrupção
de aglomerados heterogêneos de lipídios denominados jangadas lipídicas. Isso
aciona a abertura dos canais iônicos e, finalmente, impede que os neurônios
disparem.